Já fez download da nossa app? Clique aqui!
Change Language




Castro Laboreiro - 7 motivos

Confira os 7 motivos para conhecer Castro Laboreiro.

1 - PARQUE NACIONAL PENEDA-GERÊS

O Parque Nacional da Peneda-Gerês, único em Portugal, (PNPG) abrange os concelhos de Melgaço, Arcos de Valdevez, Ponte da Barca, Terras de Bouro e Montalegre. É uma área montanhosa, com uma paisagem típica das zonas graníticas, que se estende do planalto de Castro Laboreiro ao planalto da Mourela, incluindo as serras da Peneda, Soajo, Amarela e Gerês com uma área total de cerca de 70 290 hectares. 

2 - LAGOAS E CASCATAS

A Serra da Peneda tem uma panóplia de Cascatas e Lagoas para se poderem visitar. Maioritariamente ainda por explorar derivado a pouca divulgação associada as mesmas, pode encontrar fantásticas lagoas e cascatas sem muita gente o que permite tirar velas fotografias e ficarem a aproveitar horas sem conta a água pura e cristalina que por lá passa. 

3 - PONTES ROMANAS

As pontes são construídas com um único propósito de dar passagem a pessoas, veículos e materiais. Uma vez que Castro laboreiro possui diversos cursos de água foi de extrema importância a criação de pontes para assim se conseguir atravessar o rio Laboreiro e os seus diversos afluentes. 

4 . PLANALTO DE CASTRO LABOREIRO

O Planalto de Castro Laboreiro, a uma altitude média de 1200 metros, localiza-se na freguesia de Castro Laboreiro, a mais montanhosa do Município de Melgaço, no extremo Noroeste do Parque Nacional da Peneda-Gerês, a única área protegida de Portugal com o estatuto de Parque Nacional. O Planalto de Castro Laboreiro possui uma importante Necrópole Megalítica composta por quase oito dezenas de monumentos possuindo diferentes tipos de arquitecturas provavelmente edificadas a partir do quinto e quarto milénio antes do nascimento de Cristo (a.C.), espelhando uma estratégia de ocupação deste território sagrado.

5. O CASTELO DE CASTRO LABOREIRO

O caminho de acesso não é fácil e deve possuir alguma condição física para chegar a este magnífico monumento classificado como Monumento Nacional por Decreto publicado em 1944. Porém quando chega ao Castelo esquece todo o caminho que ficou para trás, tal a beleza e imponência da paisagem. Desde os 1.033 metros acima do nível do mar que o castelo se encontra, podem ver algumas brandas e inverneiras assim como a Vila de Castro Laboreiro. Esta antiga fortificação medieval, quase em ruínas, é possível descortinar restos das muralhas, a torre de menagem e uma velha cisterna. A porta principal, designada Porta do Sol, é visível do lado nascente, enquanto a Porta da Traição ou do Sapo, no lado norte, dá acesso ao terreiro interior.

6. CANYONING

Esta atividade consiste numa caminhada, ao longo de um troço de rio transpondo os obstáculos naturais que vão surgindo. Nadar em piscinas naturais, fazer saltos para lagoas rodeadas de penhascos gigantes e, eventualmente, utilizar cordas e outros meios auxiliares de segurança, para realizar rapeis e outras técnicas que nos possibilitem chegar ao fim do nosso percurso. Em Castro Laboreiro existem percursos para pessoas com pouca experiência e para os mais aventureiros. Mas existem uma panóplia de atividades de turismo de natureza.

7 ALOJAMENTOS  SINGULARES

Esta região tem uma oferta de alojamentos muito diversificada, hoteis, alojamentos locais, bungalows e turismo rural são algumas das tipologias que pode encontrar. Pela sua localização, normalmente, tratam-se de pequenos paraísos rodeados de natureza.



Já fez download da nossa app?

Conheça a região do Alto Minho e do Parque Nacional Peneda-Gerês. Desde locais históricos, como cascatas, lagoas, moinhos...

Google Play App Store
App